Procure aqui a sua receita

Pesquisar

Formulário de pesquisa

Partilhe a sua receita! Saiba como aqui

Receba a Newsletter!

Votação

Tem Bimby?

Top chefs

292 Pontos
227 Pontos
85 Pontos
53 Pontos

Pergunte aos Chefs!

Tem alguma dúvida e gostaria de saber a resposta de um Chef d’ “As minhas receitas”, deixe aqui a sua pergunta!

Está aqui

 

Uma refeição tipicamente portuguesa

Apesar de possuir uma das mais ricas e interessantes gastronomias mundiais, Portugal continua a ser bastante subvalorizado no que à comida diz respeito. A verdade é que a cozinha lusitana tem imensas receitas com qualidade, os estrangeiros adoram tudo o que comem por cá, mas não há propriamente reconhecimento internacional.

Acredita-se que falta aqui uma veia exportadora e isso retira reconhecimento à gastronomia portuguesa. Se grande parte dos pratos franceses ou italianos são facilmente exportados e consumidos por terras lusas, o mesmo não acontece no sentido oposto. Ainda assim, simulámos uma refeição completa 100% portuguesa que mostra aquilo que muitos andam a perder.

1. Entrada: Pastéis de bacalhau

Ninguém tem mais receitas de bacalhau do que Portugal: espiritual, à Brás, à Zé do Pipo, com broa, pataniscas, à Lagareiro, com natas, à minhota… E estaríamos aqui mais 50 linhas. Para iniciar a refeição com algo mais leve, mas muito saboroso, aconselha-se uns pastéis de bacalhau. Suaves por dentro e dourados por fora, estes pastéis são normalmente servidos como entrada, mas podem igualmente servir de prato principal, por exemplo, acompanhando um arroz de tomate.

2. Sopa: Caldo Verde

A gastronomia portuguesa é também muito rica em sopas (sopa da pedra, de castanhas, sopa de entulho, etc.), sendo que a mais popular é o caldo verde. Esta é uma sopa feita à base de batata, couve, cebola e rodelas de chouriço, que produz uma sensação de saciedade muito aprazível. É também um prato intimamente ligado às festas tradicionais e condiz bem com o ambiente popular português. Apesar de ser típico da região norte, já é consumido um pouco por todo o território nacional e em países lusófonos.

3. Prato de Peixe: Sardinhas assadas

Também numa toada de festa popular, as sardinhas assadas são uma das grandes atrações da gastronomia lusa. O prato combina o sabor do peixe fresco com o fumado, pode ser servido no pão ou no prato acompanhado por batatas assadas ou uma salada de pimentos assados ou legumes cozidos. Este pitéu é talvez o prato mais tradicional de Lisboa e está disponível tanto em lugares mais rústicos e popularuchos como em restaurantes de renome. As sardinhas são sempre servidas com azeite, que no final pode ser “limpo” com uma fatia de pão ou broa.

4. Prato de Carne: Francesinha

Com origem na altura das invasões francesas, a francesinha é o prato mais conhecido da cidade do Porto e um dos que mais intriga visitantes estrangeiros. Trata-se de uma sanduíche de carnes (salsicha, bife, linguiça, mortadela, fiambre, etc.), coberta com fatias de queijo e regada com um molho especial. Deve ser sempre acompanhada por batatas fritas e pode também ter um ovo frito no topo. Os ingredientes podem ser substituídos por outros parecidos, mas o que distingue uma boa francesinha é a qualidade do molho.

5. Sobremesa: Pastel de Belém

Considerada a 15ª mais saborosa iguaria do mundo pelo jornal The Guardian, o pastel de Belém foi criado como um doce conventual e a sua receita é totalmente secreta (só a família que possui o negócio a conhece). Esta variedade está apenas disponível junto ao Mosteiro dos Jerónimos em Lisboa, onde é fabricada e comercializada (a fila é sempre longa). Embora se diga que não, este pastel difere em muito do típico pastel de nata. O melhor é mesmo experimentar este doce - sobremesa irresistível - e decidir por si mesmo.

 

Imagens: 1,2,3,4,5
Classifique este artigo: