Procure aqui a sua receita

Pesquisar

Formulário de pesquisa

Partilhe a sua receita! Saiba como aqui

Receba a Newsletter!

Votação

Quando experimenta um prato novo, costuma:

Top chefs

292 Pontos
209 Pontos
82 Pontos
53 Pontos

Pergunte aos Chefs!

Tem alguma dúvida e gostaria de saber a resposta de um Chef d’ “As minhas receitas”, deixe aqui a sua pergunta!

Está aqui

 

Cozinhar a vapor: a nova tendência culinária

Panela cozinhar a vapor

Apesar de não ser um conceito inovador – sendo que os chineses já cozinham a vapor há vários séculos – a verdade é que só há poucos anos é que este método culinário chegou às nossas cozinhas! Não admira que tenha cada vez mais adeptos: é rápido, fácil, saboroso e muito saudável!

O que é?

Cozinhar a vapor significa confeccionar os alimentos com a aplicação indirecta de calor, proveniente de água a ferver. O principal objectivo desta técnica culinária é não permitir que os alimentos entrem em contacto com a água durante o tempo de cozedura. O que se ganha? É mais o que não se perde: quando cozinhados a vapor, os alimentos mantêm grande parte dos seus nutrientes, vitaminas e sais minerais… daí ser uma opção extremamente saudável! Isto para não falar no sabor, que é conservado por inteiro e, porque os olhos também comem, cozinhar a vapor também conserva as cores que enriquecem os nossos alimentos!

O que precisa?

Com um grau de dificuldade reduzido, necessita apenas de ter o equipamento certo para cozinhar a vapor. O que quer dizer: uma peneira de alumínio ou um escorredor de massa que caiba dentro de uma panela com testo. Se este é um método que utiliza ou que vai utilizar regularmente, então o ideal será mesmo investir numa panela própria para o efeito (que já inclui as duas peças necessárias), ou um wok com cesto de bambu ou rede em alumínio, existindo ainda máquinas eléctricas específicas para cozinhar a vapor.

Quais os alimentos aconselhados?

Muito prático e super-rápido, existem inúmeros alimentos que podem ser cozinhados a vapor, a começar pelos legumes: brócolos (7-10 minutos), espinafres, nabo, pimentos, cebola, cenoura (12-15 minutos), espargos (12-15 minutos), repolho, batata (12-15 minutos, de preferência com a casca), couve-flor e couve-de-bruxelas (8-12 minutos), entre outros. O peixe é rei numa panela a vapor, desde pescada, salmão, truta e bacalhau (com um tempo de cozedura que varia entre os 10 e os 18 minutos, dependendo do tamanho da posta), sem esquecer o marisco, especialmente camarão, lagosta, vieiras e mexilhões (6-10 minutos). Para confeccionar pratos de carne, o frango, o peru e as almôndegas são os mais indicados, estando prontos para servir entre 10 e 16 minutos!

1,2,3… está pronto!

  • Tempere e prepare os alimentos, cortando-os em pedaços pequenos do mesmo tamanho, para uma cozedura uniforme e rápida. Disponha-os no cesto apropriado, sem apertar ou pressionar muito, isto para permitir a circulação do vapor.
  • Encha a parte de baixo da panela com 3 a 5 cm de água. Esta é a regra geral, no entanto, se tiver um conjunto específico para cozinhar a vapor, essa panela trará as respectivas indicações no que toca à quantidade de água necessária.
  • Coloque a panela ao lume (sem o cesto) e só quando a água levantar fervura é que coloca o cesto com os alimentos. Tape a panela com o cesto e reduza o lume, para cozinhar de forma branda.
  • Evite levantar muitas vezes o testo da panela durante a confecção, evitará a perda de vapor e, consequentemente, de aroma, de cor e da consistência dos alimentos.
  • Se necessário, pode acrescentar água durante o tempo de cozedura.

Dicas úteis

  • Quando quiser cozinhar vários tipos de vegetais a vapor, junte aqueles com texturas semelhantes, para poderem cozer todos ao mesmo tempo.
  • Para um toque invulgar e para potenciar os sabores dos alimentos, junte à água especiarias ou ervas aromáticas, gengibre, louro, caldos ou algumas gotas de vinho. No final, aproveite essa água para confeccionar molhos ou sopas.
  • Pode ainda substituir a água por outros líquidos como sumo de limão, leite ou vinho.
  • Mantenha uma chaleira com água fervida para adicionar à panela se necessário.
Classifique este artigo: 

Comentários (2)

Retrato de Anónimo
Retrato de Anónimo
Enviado por debora lopes em
estou procurando receitas para panela a vapor, vc podem me ajudar?
Retrato de Anónimo
Enviado por neli em
Sou adepta do vapor mas adquiri uma panela elétrica que me é muito útil. Veja no site da Philips. Rolê de frango no vapor: Peito de frango ou filé de frango; mussarela; tomate seco ou cenoura; tempero a gosto. Tire bifes do peito de frango (ou filé), coloqeu em uma vasilha e tempere a gosto. Deixe marinar por 10 minutos, pelo menos (se quiser coloque um pouco de vinho que dá um ótimo gosto) Tome bife de frango por bife de frango. Coloque um bife no meio de um saco plástico e bata com cuidado para que fique bem fininho. Coloque o frango na parte de cima do plástico e coloque a mussarela, o tomate seco ou a cenoura, enrolando com a ajuda do saco plástico. Prenda com palitos. Na panela elétrica, coloco os rolos de frango para cozinharem na vasilha 1 por 40 minutos; nas vasilhas 2 e 3, coloco batatas pequenas, cenoura em palito( se usei tomates para rechear, senão fica Cenoura demais), brócolis ou couve-flor e milho verde (na vasilha 3). Faça um vinagrete para servir com os legumes. Sirva com arroz branco (que na panela elétrica poderá ser feito na vasilha própria). Fica ótimo e muito completo! Obs: Uma amiga, outro dia, serviu os rolos de frango com molho branco (cebola afogada, caldo knor, leite, amido de milho, tempero a gosto) - ficou uma dilícia! Faço o mesmo com carne (patinho). Espero que goste.