Procure aqui a sua receita

Pesquisar

Formulário de pesquisa

Partilhe a sua receita! Saiba como aqui

Receba a Newsletter!

Votação

Tem Bimby?

Top chefs

292 Pontos
227 Pontos
85 Pontos
53 Pontos

Pergunte aos Chefs!

Tem alguma dúvida e gostaria de saber a resposta de um Chef d’ “As minhas receitas”, deixe aqui a sua pergunta!

Está aqui

 

Como preparar pastéis de bacalhau

Os pastéis de bacalhau constituem uma das mais típicas iguarias da culinária portuguesa. A seguir vamos aprender como preparar pastéis de bacalhau, quais os ingredientes necessários e tudo aquilo que nunca deve faltar para a realização deste aperitivo extraordinário. Saiba como preparar pastéis de bacalhau e torne-se num verdadeiro chefe de cozinha.

O que nunca deve faltar para os pastéis de bacalhau

Bacalhau

O bacalhau é sem dúvida o principal ingrediente desta receita. Para obter uma média de 24 pastéis de bacalhau você irá precisar de 2 postas grandes de bacalhau cozido e desfiado.

Batatas

Não há pastel de bacalhau que não leve batatas cozidas nos seus constituintes. Uma média de 8 batatas grandes é o suficiente para as 2 postas de bacalhau.

Ovos

Os ovos são também indispensáveis para a confeção dos pastéis de bacalhau à moda caseira. Bastarão 2 ovos batidos para as 2 dúzias de pastéis.

Salsa

Salsa picada bem fininha e em quantidade suficiente para colorir, perfumar e apaladar os pastéis é outro dos ingredientes obrigatórios.

Cebola

Tal como a salsa, também a cebola picada muito fininha é bem-vinda para enriquecer a massa dos pastéis de bacalhau. Não precisa de muita, nem pouca, q.b. para integrar de forma harmoniosa o preparado.

2 colheres de sopa

Para dar a forma tão peculiar que é característica dos pastéis de bacalhau vão ser precisas duas colheres de sopa para moldar a massa antes de a deitar a fritar. Esta é uma verdadeira arte e só depois de algum treino é que se conseguem fazer os bonitos pastelinhos em forma de ovo. O segredo está em ir passando uma colherada de massa de uma colher para a outra enquanto se vai dando forma ao pastel. Apertar a massa entre as duas colheres usando-as como se fossem moldes é uma excelente dica.

Pano limpo

Para que serve o pano limpo quando se querem fazer pastéis de bacalhau? Muito simples! Você já reparou com certeza na textura irregular que normalmente os pastéis de bacalhau caseiros apresentam? Pois essa textura é conseguida depois de se desfiar a pano o bacalhau cozido. Não basta desfiar o bacalhau com garfo e faca, como se faz por exemplo nos pastéis de peixe. Aqui é necessário colocar os pedaços de bacalhau cozidos dentro de um pano dobrado e esfregar o bacalhau, roçando as duas partes dobradas do pano. Dessa forma o bacalhau fica tão finamente desfiado que mal se distingue que se trata de bacalhau e é nessa altura que está pronto para ser misturado aos restantes ingredientes.

Óleo de fritar e tacho fundo

Os pastéis de bacalhau depois de moldados devem ser fritos em óleo quente e dentro de um tacho ou frigideira fundos. Atenção que a temperatura do óleo deve ser elevada se não os pastéis desmancham-se antes de estarem fritos. Depois é uma questão de ir controlando a chama e reduzir um pouco o calor. Esta é uma fritura que salpica bastante pelo que convém utilizar um recipiente fundo ou coberto, a fim de evitar possíveis queimaduras. Outra dica é passar os pastéis por farinha antes de os fritar, mas nesse caso deve-se ter atenção à qualidade do óleo que pode ficar queimado rapidamente devido à presença da farinha.

Receita para pastéis de bacalhau

Ingredientes para cerca de 24 pastéis de bacalhau:

  • 2 postas grandes de bacalhau
  • 8 batatas grandes
  • 1 ou 2 ovos inteiros
  • Salsa picada q.b
  • 1 cebola pequena finamente picada

Como fazer pastéis de bacalhau?

Os pastéis de bacalhau são muito fáceis de fazer e podem ser preparados em 13 passos:

  • Cozem-se as 2 postas de bacalhau e as 8 batatas na mesma água para que as batatas fiquem apaladadas.
  • Depois de o bacalhau e as batatas estarem devidamente cozidos retiram-se com uma escumadeira.
  • Esmagam-se as batatas com um garfo até se obter um puré de batata cozida.
  • Em seguida coloca-se o bacalhau desfiado grosseiramente num pano limpo dobrado ao meio para que o bacalhau fique dentro do pano.
  • Esfrega-se bem o pano com o bacalhau no seu interior até se conseguir que fique finamente desfiado, “esfarrapado” como algumas pessoas dizem.
  • Junta-se o bacalhau desfiado ao puré de batata e adicionam-se 1 ou 2 ovos batidos (1 ou 2 ovos consoante a quantidade da batata esmagada).
  • Acrescenta-se ao preparado cebola e a salsa picada em quantidade suficiente para apaladar e colorir a massa dos pastéis.
  • Amassam-se à mão todos os ingredientes até obter uma massa uniforme e homogénea, não muito liquida nem muito sólida, mas com a consistência necessária para ser moldável.
  • Retira-se uma colherada de massa com uma colher de sopa e passa-se em seguida para outra colher de sopa, repetindo o processo até que o pastel fique moldado em formato oval (característico dos pastéis de bacalhau).
  • Repete-se a operação até terminar a massa e coloca-se o óleo em lume forte e dentro de um recipiente fundo.
  • Há quem prefira passar os pastéis de bacalhau por farinha antes de os levar a fritar para ajudar a prevenir salpicos de óleo quente. Para quem preferir apenas fritá-los, assim que o óleo aquecer bem, já se pode começar a fritura.
  • Vão-se virando os pastéis até estarem uniformemente fritos e com uma bonita cor dourada.
  • Retiram-se do óleo e põem-se a escorrer sob papel absorvente.

Deixam-se os pastéis escorrer bem e levam-se à mesa numa travessa acompanhados com salada, arroz de tomate ou de grelos, pão e azeitonas. Um bom vinho verde bem fresquinho é o acompanhamento ideal para os pastéis de bacalhau.

Os pastéis de bacalhau são deliciosos e exigem algum trabalho de preparação. Para além do trabalho, é necessário algum tempo disponível, pois os pastéis poderão levar uma ou duas horas até estarem prontos a comer (tempo de cozedura incluído). No entanto, o bom sabor dos pastéis de bacalhau caseiros dificilmente se compara ao paladar e qualidade dos pastéis industriais, batendo estes últimos aos pontos inquestionavelmente. É tudo uma questão de prática e de empenho, os resultados são compensadores com certeza.

Classifique este artigo: